sexta-feira, 15 de agosto de 2014

Papa celebra Missa, em Daejeon, na Solenidade da Assunção de Maria, "Mãe da nossa Esperança"



Daejeon (RV) – O Papa Francisco acaba de encerrar a sua primeira atividade, neste seu segundo dia de Visita à Coreia do Sul: a solene celebração Eucarística, neste dia 15 de agosto, Solenidade da Assunção de Nossa Senhora ao Céu e Dia Nacional da Libertação da República da Coreia.

O Santo Padre deixou a Nunciatura Apostólica em Seul, às 8h30, hora local, para se transferir, de trem, à cidade de Daejeon, que se encontra a 137 km. da capital coreana. Naquela cidade, a quinta maior da Coreia, com mais de um milhão e meio de habitantes, o Papa celebrou a Santa Missa no Estádio da Copa do Mundo, construído por ocasião da Copa de 2002 na Coreia e Japão.

Participaram da celebração, entre outros, diversos sobreviventes e familiares das vítimas do naufrágio do ferry boat Se-Wol, ocorrido no último dia 16 de abril, na costa do país, que causou a morte de 293 pessoas e 10 desaparecidos.

Em sua homilia, o Bispo de Roma refletiu, em união com toda a Igreja, sobre a Assunção de Nossa Senhora, em corpo e alma, à glória do Paraíso. A Assunção de Maria mostra-nos o nosso destino como filhos adotivos de Deus e membros do Corpo de Cristo: como Maria, nossa Mãe, somos chamados a participar plenamente da vitória do Senhor sobre o pecado e a morte e a reinar com Ele no seu Reino eterno.

O “grande sinal”, que encontramos na primeira leitura, “uma mulher vestida de sol e coroada de estrelas”, disse o Papa, convida-nos a contemplar Maria, entronizada na glória junto do seu divino Filho; convida-nos a tomar consciência do futuro que, desde agora, se abre diante de nós, graças ao Senhor Ressuscitado.

Aqui, o Pontífice recordou que, tradicionalmente, os coreanos celebram esta festa à luz da sua experiência histórica, reconhecendo a amorosa intercessão de Maria, que atua na história da nação e na vida do povo.

Depois, o Papa referiu-se à segunda leitura da liturgia do dia, onde São Paulo afirma que Cristo é o novo Adão, cuja obediência à vontade do Pai destruiu o reino do pecado e da escravidão e inaugurou o reino da vida e da liberdade.

A verdadeira liberdade, disse o Papa Bergoglio, encontra-se no amoroso acolhimento da vontade do Pai. De Maria, cheia de graça, aprendemos que a liberdade cristã é mais do que uma mera libertação do pecado; a liberdade abre para um novo modo espiritual de encarar as realidades terrenas, de amar a Deus e aos nossos irmãos e irmãs, com coração puro, e nos faz viver na alegre esperança da vinda do Reino de Cristo.

Hoje, ao venerarmos Maria, Rainha do Céu, nós nos dirigimos a Ela como “Mãe da Igreja”, pedindo-lhe que nos ajude a ser fiéis à liberdade régia, que recebemos no dia do nosso Batismo; que ela guie os nossos esforços de transformar o mundo segundo o plano de Deus; que ela torne a Igreja, neste país, capaz de ser, de forma mais plena, fermento do Reino de Deus na sociedade coreana.

Dito isso, o Santo Padre exortou a comunidade cristã coreana a ser uma força generosa de renovação espiritual, em todas as esferas da sociedade; a combater o fascínio do materialismo, que sufoca os autênticos valores espirituais e culturais, como também o espírito de competição desenfreada, que gera egoísmo e conflitos; a rejeitar os modelos econômicos desumanos, que suscitam novas formas de pobreza e marginalizam os trabalhadores, bem como a cultura da morte, que desvaloriza a imagem de Deus, o Deus da vida, e viola a dignidade de cada homem, mulher e criança.

Como católicos coreanos, herdeiros de uma nobre tradição, afirmou o Pontífice, vocês são chamados a valorizar esta herança e a transmiti-la às gerações futuras. Isto implica a necessidade de uma renovada conversão à Palavra de Deus e uma intensa solicitude para com os pobres, os necessitados e os fracos, que vivem entre nós.

Ao celebrar esta Solenidade da Assunção de Nossa Senhora, recordou o Papa, unimo-nos a toda a Igreja, espalhada pelo mundo, e olhamos para Maria como "Mãe da nossa esperança". Ao entrar na glória, ela nos mostra que a nossa esperança é real e que, desde já, ela se apresenta “como uma âncora segura e firme das nossas vidas”.

O Papa Francisco concluiu sua homilia chamando a atenção dos fiéis coreanos para esta esperança, oferecida pelo Evangelho, que é o antídoto contra o desespero, que parece se alastrar como um câncer no meio da sociedade, que, aparentemente, é rica, apesar de, muitas vezes, experimentar amarguras e vazios interiores.

Aos numerosos jovens, que nestes dias se reúnem naquele país, com alegria e confiança, o Papa fez sua exortação final: “Nunca deixem roubar a esperança!”. (MT)



Texto proveniente da página do site da Rádio Vaticano 

quinta-feira, 14 de agosto de 2014

Francisco chega a Seul: "Deus abençoe a Coreia"


Seul (RV) – O Papa Francisco já está na Coréia. Após 11 horas e 22 minutos de vôo, o Pontífice chegou à Base Aérea de Seul às 10h36min, hora local, onde foi recebido pela presidente Park Geun-hye. Logo após sua chegada, o Papa lançou um tweet na sua conta @Pontifex: “Deus abençoe a Coréia, de modo especial os seus anciãos e os seus jovens”.

O Pontífice foi acolhido calorosamente pelas autoridades e religiosos, confirmando o clima de entusiasmo vivido no país com a visita. Logo após, transferiu-se para a Nunciatura Apostólica onde celebrou a Missa de forma privada.

Às 15h40min, hora local, o Papa transferiu-se ao Palácio Presidencial onde foi realizada a cerimônia de boas-vindas e o colóquio privado com a Presidente. Após, encontrou o episcopado coreano na Nunciatura Apostólica, quando em seu discurso destacou dois aspectos centrais da guarda do povo de Deus no país:"ser guardiões da memória e guardiões da esperança".

Todos os principais jornais dedicaram as primeiras páginas à visita e convidaram os seus leitores a viverem intensamente estes momentos. “O Santo Padre dos Pobres chega em uma terra dividida e a luz da reconciliação brilha sobre toda a Coreia”: uma mensagem que ecoa de uma parte a outra da península coreana, 25 anos após a visita do último pontífice, João Paulo II, em 1989.

A Igreja local está em festa por um ano de graça. Inicialmente, devido à criação do Cardeal Yeom Soo-Jung, Arcebispo de Seul. Após, o anúncio da Beatificação dos 124 mártires e da visita do Papa Francisco por ocasião da Jornada da Juventude Asiática.

A Corea e a Ásia aguardam com expectativa as palavras do Pontífice, nesta que é a sua terceira viagem internacional. (JE)



FONTE:Texto proveniente da página do site da Rádio Vaticano 

PARTICIPE.

quarta-feira, 13 de agosto de 2014

Festa de Nossa Senhora da Assunção



13 DE AGOSTO DE 2014-QUARTA-FEIRA
"Viver a alegria do Evangelho na Sociedade"
19:00h- NOVENA 
PREGADOR: Francisquinha Silva (MESCE)
NOITEIROS: Santo Antônio de Pádua (Ladeira Grande), Associações e Sindicatos e Comerciantes Local.

14 DE AGOSTO DE 2014- QUINTA-FEIRA 
"Viver a alegria do Evangelho na Igreja"
19:00h- NOVENA 
PREGADOR: Cicero Souza(MESCE)
NOITEIROS: Comunidades de Pousa, Valentim,Lagoa dos Negros, Pastora de Juventude, N. Sr das Dores, Nossa Senhora do Perpétuo Socorro.

15 DE AGOSTO DE 2014- SEXTA-FEIRA 
"Viver a alegria do Evangelho no Testemunho"
19:00h- Santa Missa
CELEBRANTE: Mons. Luíz Lucena Dias (Pároco Emérito de Nossa Senhora Mãe dos Homens-João Câmara e Jardim de Angicos/RN)
NOITEIROS: Terço dos Homens, Grupo do Ofício, Nossa Senhora Aparecida (Boa Vista), N. Senhora do Rosário, São João Batista (COHAB), Santo Antônio de Pádua (Planalto), S. Cosme e S. Damião, Nossa Senhora de Fátima.

16 DE AGOSTO DE 2014-SÁBADO
"Viver a alegria do Evangelho no Lazer"
19:00h- NOVENA 
CELEBRANTE: Gilvan Silva Dos Santos Dos Santos (Vigário Paroquial de Nossa Senhora Mãe dos Homens-João Câmara e Jardim de Angicos/RN)
NOITEIROS:São Pedro, Morada Nova, São Francisco, Arribão, Cem, Santo Antônio, Lagoa da Serra Verde,Juá, Cajá e Zabelê, Santa Luzia de Touros.

17 DE AGOSTO DE 2014- DOMINGO 
SOLENIDADE DE NOSSA SENHORA DA ASSUNÇÃO
16:00H- PROCISSÃO E MISSA SOLENE

PROGRAMAÇÃO SOCIAL:
09/08/2014- BARRACAS E LEILÃO 
16/08/2014- 20H JANTAR E CONFRATERNIZAÇÃO.

-Após o novenário haverá quermesse.
(Os itens a serem vendidos na quermesse é de responsabilidade dos noiteiros.)

Arcebispo convoca padres para reunião extraordinária

O Arcebispo Metropolitano de Natal, Dom Jaime Vieira Rocha, convoca todos os padres da Arquidiocese (párocos, administradores e vigários paroquiais) para uma reunião extraordinária, durante a qual serão dadas orientações administrativas para as paróquias.
A reunião acontece nesta quinta-feira, 14, das 8h30 às 13 horas, no Centro de Treinamento de Ponta Negra, em Natal.
Dom Jaime, Arcebispo de Natal (Foto: José Bezerra)
                                                                                                                                                                                               
Dom Jaime, arcebispo de Natal, foto: José Bezerra.